Florença – Parte III

13 Março, 2014 0 Por Piki

Terceiro dia em Florença e finalmente temos SOL!!! ☀ ☀ ☀
Descemos a rua do hostel e começámos o dia na Igreja Santa Maria Novella (5€), que se situa no lado oposto à estação de comboios Santa Maria Novella. Para mim é uma das igrejas mais bonitas de Florença.

A igreja está dividida em várias capelas, a capela Tornabuoni é a principal e retrata o Nascimento da Virgem e do Nascimento de São João Baptista, cujo detalhe é impressionante.

Quando saírem da igreja, não percam a visita ao claustro e aos jardins que ficam à esquerda da igreja.

Igreja Santa Maria Novella
Capela Tornabuoni

Dali fomos ao mercado de Porcellino, que deve o seu nome precisamente à estátua/fonte de um javali que lá se encontra no mercado. É um mercado essencialmente de couros, fazem-se lá bons negócios de malas, casacos e botas, não estivessemos na capital da Toscana.
Existe uma tradição ligada à estátua do Porcellino, e é por isso que nas fotografias conseguem ver o focinho do bichano tão polido. Pegam numa moeda (não vale a pena uma moeda de grande valor porque em menos de meia hora ela é roubada da fonte), esfregam-na no focinho do animal, colocam-na na boca do dito cujo e deixam-na cair, e é no cair da moeda que está a história, se a moeda cair dentro do ralo significa que iremos voltar a Florença, caso contrário azarucho que não voltamos lá mais. Tenho pra mim que é uma grande treta, mas qualquer turista que se preze tem de o fazer!

Porcellino

Fonte do Porcellino

Como estávamos perto passámos na Basílica da Santa Croce, só conseguimos ver o exterior, não sei bem porquê estava fechada… Almoçámos num restaurante ali na praça da igreja e seguimos para o Palácio Pitti.
O Palácio Pitti, antiga residência dos Medici, é actualmente onde estão reunidos em 32.000 m2 o maior número de museus em Florença, fazem parte do conjunto a Galeria Palatina, os Apartamentos Reais, a Galeria de Arte Moderna, o Museu da Prata, o Museu da Porcelana, a Galeria do Traje e o Museu dos Coches. Comprámos o bilhete de 10€ que inclui visitas ao Museu da Prata, ao Museu do Traje, ao Museu da Porcelana, Jardins Boboli e aos Jardins Bardini.
Dica: Muita gente desconhece, mas existe uma passagem física que liga o Palácio Pitti ao Palácio Vecchio, falo do Corredor Vasari, que passa por cima da Ponte Vecchio, e por dentro da Ufizzi. Este corredor foi projectado por Giorgio Vasari e permitia à familia Medici atravessar o rio Arno sem se misturar com o povo. Apenas podem ser efectuadas visitas guiadas ao Corredor Vasari, e há visitas combinadas Ufizzi + Corredor Vasari, eu não fiz mas se alguém já o fez deixe aqui o feedback por favor, agradecida!
Basílica da Santa Croce
Fachada do Palácio Pitti
Palácio Pitti, visto dos Jardins Boboli

Como não queriamos deixar Florença sem provar uma bistecca alla fiorentina, e já que não tinha feito nenhum jantar especial no meu dia de anos, nesse dia foi o meu jantar de anos!
Já tinha levado de cá uma cábula onde comer a melhor bisteca em Florença sem deixar lá os trocos todos, mas por via das dúvidas perguntámos na mesma na recepção do hostel..
Conversa do rapaz do hostel: “Trattoria Guelfa, chegam lá digam que vão da minha parte e perguntem pelo Enzo”, bem ok, deve ser mesmo bom isto pensei eu, é a mesma que a minha cábula indicava!
Adorámos tudo! O restaurante tem um estilo rústico, os empregados de mesa super impecáveis, tiveram imenso tempo na conversa connosco, a comida era m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a, a um preço justissimo. No final ainda me trouzeram um bolinho com uma vela e cantaram os parabéns e foi tão giro porque o staff cantou em italiano, o meu homem em português, um casal de americanos em inglês e um grupo de franceses em francês, estava envergonhadíssima pois claro, foi o jantar de anos mais multicultural que já tive! No final pagámos 45€, o Enzo dono do restaurante ofereceu-nos o vinho de prenda de anos e ainda uns bolinhos de amêndoa com licor de amaretto.
Fica a certeza que se voltar a Florença, é 100% seguro que volto à Trattoria Guelfa!

http://www.trattoriaguelfa.it/

O vinho da casa, um chianti muito muito bom mesmo
O bolinho de anos
A vista do hostel

A vista do hostel

 Ver mapa maior